A polêmica em torno dos enlatados costuma ser grande. Como todo alimento, há por traz alguns mitos relacionados ao consumo. No entanto, muitos vêm sendo desmentidos diante do alto consumo atual e dos estudos recentes.

Diante disso, a indústria alimentícia, passou a investir constantemente em pesquisas de produtos mais leves e saudáveis, como também, na divulgação da informação a respeito da conservação dos alimentos que diz que o enlatado em lata de aço não possui conservantes químicos. Diferentemente do produto embalado em PET – embalagem essa que requer aditivos químicos para a coloração, e proteção contra a ação da luz, o alimento embalado no aço, normalmente, é cozido dentro da embalagem final. Além disso, de acordo com estudos, a lata é a melhor opção em termos de saúde e segurança, até mesmo em relação a conservação dos nutrientes, uma vez que, o aço também serve de barreira contra a luz e o oxigênio, que costumam comprometer a integridade dos nutrientes. Por isso, alimentos como o milho enlatado, ervilha, atum e sardinha podem não ter a mesma qualidade que o alimento fresco, mas nenhum desses alimentos em formato enlatado possuem componentes ruins à saúde, pelo contrário, podem até ter mais nutrientes - nutrientes esses, que podem se perder na fervura, por exemplo.

 

FONTE: http://mdemulher.abril.com.br/saude/saude-e-vital/o-guia-dos-enlatados