Não existe um horário ideal para fazer exercícios físicos ou praticar esportes. O que conta é a disponibilidade de cada um. Mas, cada horário traz vantagens e desvantagens com as quais precisamos saber lidar para obter melhores resultados nos treinos e também para não prejudicar a saúde. Por isso, atente-se:

 

  • Manhã: O exercício pela manhã acelera o organismo logo no início do dia, despertando-o mais rapidamente para as atividades cotidianas. A recuperação do organismo tende a ser melhor, porque muitas refeições estão planejadas para acontecer após o treino, ao longo do dia.
  • Tarde: Treinar no final da tarde proporciona mais força, pois, diversos fatores metabólicos podem intensificar a potência física na parte final do dia. A temperatura do corpo também costuma ser mais alta entre o final da tarde e início da noite, mas essa vantagem é válida para os exercícios anaeróbicos da musculação. 
  • Noite: Fazer exercícios é parte das receitas médicas contra insônia, mas o efeito pode ser justamente contrário caso a pessoa pratique esportes pouco antes de ir para a cama. A atividade física libera uma grande quantidade de endorfina, o que gera euforia na pessoa. Por isso é melhor reservar de duas a três horas para o corpo desacelerar. Outra possível desvantagem está associada à recuperação do organismo, que pode ser prejudicado por uma alimentação inadequada. Depois de malhar, faça um bom alongamento e respire profundamente para desacelerar o corpo.