Hipotireoidismo e Hipertireoidismo – Ambas manifestam-se por meio de sinais, e sintomas, capazes de um diagnóstico preciso. Patologias como estas, pedem um tratamento especializado, para o não desencadeamento de maiores problemas.


Por isso, veja abaixo quais são, atualmente, os principais sintomas dessas patologias, ressaltando de antemão que, assim como o hipertireoidismo, o hipotireoidismo também causa um aumento de volume da tireóide. Por conseguinte, tal aumento não é acompanhado de mais produção dos hormônios tireoidianos, mas sim pela queda na produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina):
• Hipotireoidismo: Depressão; Desaceleração dos batimentos cardíacos; Intestino preso; Menstruação irregular; Diminuição da memória; Cansaço excessivo; Dores musculares; Sonolência excessiva; Pele seca; Queda de cabelo; Ganho de peso; Aumento do colesterol no sangue
• Hipertireodismo: Sensação de calor; Aumento da transpiração; Fraqueza muscular; Mãos trêmulas; Batimentos cardíacos acelerados; Cansaço; Fadiga; Perda de peso; Diarreia ou evacuações frequentes; Irritabilidade e ansiedade; Problemas dos olhos, tais como irritação ou desconforto; Irregularidade menstrual, Infertilidade.
Diante dos sintomas acima, o hipotireoidismo tem como causa, já comprovada, uma inflamação denominada Tireoidite de Hashimoto – doença auto imune na que faz com que o organismo produza anticorpos contra a glândula tireóide.
IMPORTANTE: O hipotireoidismo também afeta recém-nascidos e o diagnóstico pode ser feito, pelo conhecido "teste do pezinho".
Já o hipertireoidismo, em contra partida, diagnosticado quando os níveis de T4 e T3 estão elevados e o nível de TSH está menor, tem como causa, a doença de Graves - doença crônica, doença essa que ocorre quando o sistema imunológico ataca a tireoide, provocando dessa forma, o seu aumento e a produção em excesso de hormônios. Procure por mais informações, consulte um médico especialista.