É comum nesta época do ano, frequentarmos praia, piscina ou mesmo, aproveitarmos a época para colocar aquela caminhada em dia. Acontece que a exposição em excesso à luz ultravioleta hoje em dia, é a principal causa do temido câncer de pele, embora possa ser oriundo em alguns casos, do bronzeamento artificial. Algumas atitudes como essas citadas, podem dobrar o risco de desenvolver o melanoma – câncer de pele mais perigoso.

 

Atualmente, o câncer de pele é a forma mais comum da doença, mas por outro lado, é um dos tipos com maior índice de cura. Segundo a Sociedade Americana de Câncer, no Brasil, todos os anos são registrados em torno de 190 mil novos casos, uma vez que, dentre todos, tornou-se o de maior incidência.  Por isso, é importante atentar-se aos sintomas precoces da doença e aos sinais que a mesma emite.

Manchas assimétricas, por exemplo, são sinais a serem analisados:

 

 

Veja abaixo, alguns aspectos importantes:

 

·         Assimetria: Sintoma que ao ser dividido ao meio, não parece o mesmo;

·         Borda: Sintoma com bordas pouco definidas ou irregulares;

·         Cor: Alterações na cor, como, escurecimento, perda de cor ou evidências de aparecimento de cores como azul, vermelho, branco, rosa, roxo ou cinza;

·         Diâmetro: Sintoma maior que 0,6 cm de diâmetro;

·         Elevação: Sintoma de elevação em relação à pele, além de, superfície irregular.

 

Ao notar uma diferença, ou estranhar o formato de uma pinta, não hesite em procurar por um especialista.